segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Faleceu no último sábado em Natal o Professor e Dr. Adalberto Antônio Varela Freire

Faleceu no último sábado em Natal o Professor e Dr. Adalberto Antônio Varela Freire,um exímio pesquisador,médico,professor universitário e uma grande figura humana.  O RN em especial o Seridó perde mais uma das suas relíquias na figura franciscana do grande mestre...A Estação Ecológica do Seridó perde seu grande filho e benfeitor,o meio ambiente seridoense sente muito sua grande falta...Os alunos a grande perda de um grande Professor e a Medicina perde também um grande Pesquisador e Profissional...A UFRN sente com saudades e nós seus amigos ficamos a lamentar a grande perda de um grande e velho amigo das lides e do saber ambiental.  Confesso que na tarde e noite de ontem lá no Sítio Alecrim,só através de um outro grande admirador do Professor Adalberto foi que tive notícias da prematura perda de um grande homem sertanejo como nós a curtir o sertão como a si mesmo,pois bem tive o prazer de conhecer aquela grande figura na década de 90 quando em Caicó visitava a casa de seu Chico Xavier e ali naquela residência existia uma espécie de pensionato para Professores,Doutores e amigos ali encontrei esta grande figura cuja amizade brotou e dentro deste contexto de fraternidade fui por ele orientado sobre o Seridó de todos nós,desde os ensinamentos da nossa flora ao habitat de seus animais,portanto jamais esquecerei as rápidas lições daquele velho e saudoso amigo quando um dia naquela sua inseparável Reserva Ecológica mim fez conhecer tudo e quase tudo além do tudo,aqui faço lembrar da trilha que fizemos naquele recanto ambiental e das conversas de um pesquisador que um dia fez também conhecer as Inscrições Rupestres das Caibreiras I e II neste Município de Timbaúba,aí passei a gostar do meio ambiente e ver com bons olhos as grandes riquezas deste grande universo ambiental de meu "DEUS",pois bem o grande mestre foi embora,ficando a nossa promessa sem ser realizada,que era justamente ficármos uma noite de lua andando pelo sertão adentro realizando pesquisas sobre os insetos do velho sertão,tem nada não Adalberto confesso que Deus e a natureza irá nos perdoar porque não fomos,mas fique certo que um dia irei ti homenagear seja lá plantando uma caibreira em sinal de sua existência e uma lembrança de sua grande e nobre figura franciscana de viver,farei com quer esta árvore possa nascer em solo profundo no meu pomar de saudades lá na "VOLTA DE SOM" lembrando tantas figuras como você,Janúncio Melo,Oswaldo Lamartine e tantos outros amigos que tive o prazer de conhecer e que a "MOÇA CAETANA"como dizia Lamarine achou pois bem levar para junto de DEUS!!!...Um forte abraço irmão,na certeza de nossa amizade um forte ADEUS!!!

VEJAMOS UM POUCO DE SUA IMENSA COLABORAÇÃO:

COLEÇÃO ENTOMOLÓGICA -ADALBERTO ANTÔNIO VARELA-FREIRE

UFRN-CENTRO DE BIOCIÊNCIAS-DEPARTAMENTO DE MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA

INTRODUÇÃO:

A coleção entomológica"Adalberto Antônio Varela-Freire" do centro de biociências,foi criada no ínicio da década de 1980.Durante todos esses anos esteve guardada e mantida pelo eminente professor em uma sala do departamento de microbiologia e parasitologia  onde permanece até os dias de hoje.Sua dedicação a esta coleção foi marcante mantendo-a com recursos próprios,arrecadando vidros para guardar os insetos e na busca incessante por álcool para mantê-los.Com insetos de vários locais do Rio Grande do Norte,esta coleção é um registro histórico da entomofauna do estado,muitas vezes amostras únicas de visitas feitas por alunos e professores de outros cursos que traziam insetos coletados casualmente e que eram carinhosamente guardados pelo professor Adalberto.Atualmente a coleção está sendo reformada,tendo seu acervo catalogado em programas de banco de dados para melhor acessar as informações.Todo o material está sendo revisado para disponibilizar à comunidade científica este magnífico patrimônio.

OBJETIVOS:
Catalogar todo acervo e incrementá-lo a partir de doações de outras coleções que tenham registros da entomofauna potiguar.Tornar a coleção acessível à comunidade científica.

MATERIAL E MÉTODOS:
Todos os frascos estão sendo revisados quanto ao volume de álcool e digitados suas etiquetas.Os insetos em via seca estão sendo guardados em caixas entomológicas ou em recepientes plásticos.

Um comentário: